Português EnglishSpanish (ES)

Cabo Verde Aposta na Inovação e na Competitividade

Entrevista ao Engº Jorge Lopes
Gestor do NOSi - Núcleo Operacional para a Sociedade da Informação

Engº Jorge Lopes

Engº Jorge Lopes

 

Quais são os principais objectivos da Sociedade da Informação em Cabo Verde?

O Governo de Cabo Verde tem uma forte ambição de transformar estas ilhas atlânticas e sahellianas num país moderno, competitivo, com coesão e justiça social e com qualidade ambiental.

Pretende-se, nos próximos anos, introduzir uma forte dinâmica de crescimento, ancorada na inovação e na competitividade, para fazer desabrochar o Novo Cabo Verde do sonho das suas gentes.

Está em causa a construção de novos paradigmas sociais, inspirados nos princípios contidos na Carta das Nações Unidas e na Declaração Universal dos Direitos Humanos, e apoiados nas Novas Tecnologias de Informação e Comunicação como poderoso instrumento ao serviço de um desenvolvimento mais justo da humanidade.

Cientes dos riscos, estaremos atentos às oportunidades criadas pela mundialização da economia para alavancarmos o processo de transformação do país. O desenvolvimento das TIC - Tecnologias da Informação e Comunicação - para a afirmação de uma Sociedade de Informação é pois uma opção estratégica. Elas são uma ferramenta central da modernização e internacionalização da economia. As TIC são um factor de inserção activa de Cabo Verde na economia global, ajudando a romper as barreiras do determinismo insular para estarmos em sintonia com o mundo, acompanharmos as grandes mutações, participarmos na evolução do conhecimento e do saber, estarmos perto dos centros de decisão, detectarmos as oportunidades e colocá-las ao serviço do nosso próprio desenvolvimento.

 


Que projectos estão em curso actualmente?
O Governo vem apostando na governação electrónica. Essa aposta constitui um imperativo para melhorar a eficácia do Estado, da administração pública, tanto a nível central como a nível local, reforçando assim o Estado de Direito Democrático, uma vez que as TIC ajudam a promover a transparência, a accountability e a democracia.

Para realizar as metas e acelerar a marcha em direcção à Sociedade da Informação, o Governo propõe-se implementar a curto prazo um leque de medidas que têm a ver com o desenvolvimento legal e institucional, com a melhoria da acessibilidade quer social, quer espacial e ainda com a formação de recursos humanos qualificados, com especial atenção para a juventude.

São vários os projectos em curso que visam o reforço das infra-estruturas e a implementação de soluções de gestão a todos os níveis da administração pública. O mais emblemático neste momento é sem dúvida o projecto da Casa do Cidadão, um novo conceito de prestação de serviços públicos que transforma a Administração Pública e coloca o cidadão no centro da sua actividade. As Casas do Cidadão implicam uma profunda reengenharia organizacional da Administração Publica, com novos fluxos e circuitos para os procedimentos administrativos, com novos desenhos organizacionais, e estruturas leves, flexíveis e orientadas para resultados.

Qual tem sido o papel do NOSI no desenvolvimento da Sociedade de Informação em Cabo Verde?
A Comissão Interministerial para a Inovação e a Sociedade de Informação e o Núcleo Operacional para a Sociedade de Informação (NOSI) constituem a referência institucional do Governo de Cabo Verde, para dar um forte impulso ao desenvolvimento das novas tecnologias informacionais e criar as condições humanas e institucionais para a adopção da governação electrónica.

No âmbito desta missão, a actuação do NOSI tem sido direccionada para o envolvimento de todos os actores da sociedade civil neste processo na perspectiva da criação de uma visão e de uma onda nacional, em direcção à Sociedade da Informação.

Como vê a eventual participação de empresas portuguesas no desenvolvimento da Sociedade de Informação em Cabo Verde?
As relações históricas entre Portugal e Cabo Verde constituem o alicerce de uma forte relação de amizade entre os dois povos. Esta relação traduz-se numa intensa cooperação a todos os níveis de desenvolvimento económico e social de Cabo Verde e as TIC não fogem à regra.

Com efeito, são várias as empresas portuguesas que têm participado em projectos concretos de desenvolvimento da Sociedade de Informação.

Existe uma forte vontade institucional dos dois países em ver reforçada a parceria e cooperação particularmente ao nível do sector privado. Neste sentido existem muitas oportunidades nomeadamente no domínio das TIC, onde Cabo Verde pretende dar passos ousados por considerar que constituem uma das principais alavancas do seu desenvolvimento.


 

 

UK betting sites, view information for Sign Up Bonuses at bookmakers